Contração de Treinamento X Trabalho de Parto

Olá mamães! Tudo bem?

Hoje o assunto é para as gravidinhas. Você sabe o que são contrações de treinamento? Saque qual diferença entre elas e o trabalho de parto? Se não sabe hoje vou explicar.

Blog Grão de Gente

Contrações de treinamento
como o próprio nome já diz é uma forma do corpo da mamãe se preparar para o nascimento do bebê. Ela costuma aparecer por volta de 35 semanas e permanece até que o trabalho de parto de fato comece. Algumas mamães podem sentir essas contrações bem antes das 35 semanas. Caso isso aconteça o obstetra deve ser informado o quanto antes.

Essas contrações aparecem de forma esporádica. Nunca você a sentirá do mesmo jeito, na mesma região e pelo mesmo tempo. Quando elas aprecem uma parte da barriga ficará dura por alguns segundos e você não sentirá dor alguma.

Trabalho de parto propriamente dito virá com dor e com intervalos regulares. Mas mesmo se estiver sentido as contrações não precisa sair correndo para maternidade. Aconselhado esperar até que elas tenham um intervalo de 5 minutos entre elas. Mas é bom deixar claro que cada caso é um caso e o obstetra tem que está ciente de tudo.

Meu Caso

Já estou na segunda gestação e agora vou contar para vocês minha experiência com os dois casos.

Primeira gestação: Num belo domingo a tarde começo sentir uma dor que vinha das costas e terminavam em baixo da barriga e ela ficava toda dura. Ester nesses momentos ficava imóvel o que me deixava mais desesperada. Não cheguei a sentir as tais contrações de treinamento porque com 26 semanas Ester já encaixou para nascer e as contrações que sentia era meu corpo se preparando para o trabalho de parto. Que seria prematuro se meu obstetra não entrasse com medicação para inibi-lo. Mesmo com a medicação as contrações continuaram num ritmo bem lento até completar 36 semanas quando as dores aumentaram tanto intensidade quanto tempo de duração. E assim foi minha primeira gestação.

Segunda gestação: Com 20 semanas as contrações de treinamento deu as caras. Como já tinha lido que elas são indolores e não precisamos nos preocupar nem avisei ao meu GO. Mas com 27 semanas minha barriga começou a ficar toda dura, as dores também chegaram e Elisa ficando imóvel. Imaginem meu medo de um parto prematuro!!! Corri para o médico e mais uma vez estou tomando a medicação para inibir o parto prematuro.

Com meu relato quero mostrar que cada caso é um caso e cada gravidinha tem reações diferentes do que é padrão. Sempre bom ressaltar a importância do pré-natal.

Espero que tenha conseguido esclarecer algumas dúvidas e aguardo todos nos próximo post!

2 comentários:

  1. Post bem informativo. Eu tive contrações de treinamento bem no final da gestação. Mas o filhote nasceu de 40 semanas!

    ResponderExcluir
  2. Que gostosa sensação....
    Lembro direitinho dessas contrações, começaram cedo por aqui.
    Ótimo texto informativo!!!

    ResponderExcluir